|
electionsusa

Bernie Sanders recebeu doações de mais de 5 milhões de americanos ao longo deste ciclo eleitoral presidencial. Centenas de milhares de voluntários ativistas bateram em quase 7 milhões de portas e fizeram 49 milhões de ligações telefônicas como parte do maior movimento político de base da história moderna dos EUA.

Essas pessoas merecem o direito de voto.

O senador Sanders pode ter suspendido sua campanha para presidente, mas o movimento pela justiça social e econômica que sua candidatura galvanizou continuará lutando pelas políticas progressistas que definiram o trabalho de vida do legislador de Vermont.

Sanders permanece na cédula de votação em mais de 20 estados (incluindo Nova York, por enquanto) e no mês passado instou seus apoiadores a votar nele nas próximas disputas “para reunir o maior número possível de delegados na Convenção Democrata, onde poderemos exercer influência significativa sobre a plataforma partidária”.

É essencial que Sanders acumule mais de 25% dos delegados para pressionar o Partido Democrata a adotar as políticas progressistas de Bernie. É por isso que todo apoiador de Sanders deve votar por correio em Bernie Sanders nas próximas eleições primárias.

Mas há aqui uma questão filosófica maior, que tem sido destacada pela decisão do Conselho Eleitoral do Estado de Nova York de retirar a disputa das primárias presidenciais democratas do dia 23 de junho.

Esta ação foi flagrantemente inconstitucional, a juíza federal americana Analisa Torres decidiu na semana passada, porque teria privado milhões de eleitores nova-iorquinos do seu direito de voto. A juíza Torres, em seu parecer de 30 páginas, disse que a ação da Câmara de Eleições violou os direitos dos reclamantes de “Primeira e Décima Quarta Emenda”.

Ao contrário do Governador Andrew Cuomo e seu Conselho Eleitoral escolhido a dedo, o Juiz Torres entende o quanto o direito a voto é importante para os nova-iorquinos. No entanto, o estado de Nova York apresentou um recurso à decisão da Juíza Torres na quarta-feira, sinalizando ainda mais a inexplicável decisão do estado de cancelar as primárias presidenciais do estado de Nova York.

A explicação do Conselho Eleitoral do estado de Nova York para retirar a primária presidencial da cédula – para proteger os eleitores de contratar a Covid-19 nos locais de votação – não faz sentido porque cada eleitor registrado no estado de Nova York receberá um pedido para solicitar uma cédula de ausente por ordem executiva.

O direito ao voto é a base de nossa democracia. Quando oficiais do estado cancelam eleições, especialmente em um estado azul [democrata] como Nova York, isso cria um precedente perigoso que poderia ser usado pelo Partido Republicano de Trump para cancelar eleições à vontade. Em todo o país, representantes do Partido Republicano tentaram suprimir o voto. A última coisa que precisamos agora é que o estado de Nova York lhes forneça instruções sobre como fazer isso.

As apostas não poderiam ser maior.

Donald Trump é o presidente mais corrupto e perigoso da história moderna dos EUA. Trump representa uma ameaça existencial à saúde e ao bem-estar do povo deste país, como sua conduta extremamente negligente durante a atual pandemia da Covid-19 tem ilustrado de forma vívida.

Durante seu mandato vergonhoso na Casa Branca, Trump tem demonstrado repetidamente seu desprezo pelo povo trabalhador deste país, ao mesmo tempo em que dá socorro aos elementos mais odiosos e fanáticos da sociedade. Através de suas demonstrações quase diárias de extremo narcisismo e vingança – para não mencionar suas inúmeras e terríveis decisões políticas – Trump tem provado repetidamente que não está apto para o cargo.

O que precisamos agora é de uma nova visão para a América, para reparar os danos causados à nossa nação e transformar este país em uma democracia mais igualitária e compassiva.

Embora Bernie Sanders tenha suspendido sua campanha para presidente, os princípios que definiram o trabalho de sua vida são mais importantes agora do que nunca. É por isso que precisamos dos apoiadores de Sanders para votar nele nas próximas primárias, para que possamos lutar para ganhar o Medicare for All, cancelar a dívida estudantil, acabar com as guerras intermináveis e aprovar o Green New Deal.

A América está em um ponto de inflexão, e o povo deste país tem uma escolha crucial a fazer. A pandemia da Covid-19 não deve ser usada como desculpa para despojar os eleitores de seu direito de voto. Todo americano merece o direito de votar pelo correio durante esse período. Os republicanos se opõem aos esforços de voto por correio porque entendem que quanto mais pessoas votarem, menos eleições ganharão.

O Partido Democrata deve defender seus valores essenciais de promover a franquia universal na América. Em um momento em que Trump e o Partido Republicano procuram eviscerar o direito de voto em todo o país porque não acreditam na democracia representativa, os apoiadores de Sanders merecem o direito de voto.

Via The Nation

Veja também