|
catalunha1-1
    O Observatório Internacional da Fundação Lauro Campos destaca esta semana, como resumo das principais notícias da luta de classes no mundo, a situação política  na Catalunha, a fotografia eleitoral nos EUA, a mobilização massiva capitaneada por Erdogan na Turquia, os acontecimentos recentes no conflito sírio, o panorama econômico no Reino Unido, as eleições municipais na África do Sul, o recorde de greves na China, o avanço do protofascista Rodrigo Duterte na Filipinas, o pedido de socorro financeiro do Egito ao FMI, os fortes protestos no Congo, as trágicas estatísticas do fluxo de imigrantes na Europa, o impasse diplomático no Mercosul, o “ruidazo” contra o neoliberalismo de Macri, a luta feminista no Peru, a relutância da ELN em participar do acordo de paz na Colômbia e os atritos de Havana com Washington na questão imigratória.
Desejamos a todos uma boa leitura!
CATALUNHA

Tribunal Constitucional suspende resolução independentista de Parlamento catalão

Na segunda-feira (01/08), o Tribunal Constitucional espanhol (intérprete supremo da Constituição da Espanha) suspendeu a declaração de ruptura do Parlamento da Catalunha. No final do mês de julho, as forças independentistas (Junts pel Si e CUP), que perfazem a maioria o órgão legislativo da Catalunha, aprovaram um roteiro legislativo para a secessão. O plano iniciaria por um referendo unilateral e desembocaria num processo de elaboração de uma nova carta constitucional catalã.

A decisão do Tribunal Constitucional incrementou a rota de colisão entre Madrid e Barcelona. O TC ameça os deputados catalães de represálias penais, caso continuem a descumprir a legislação centralista.

Já o presidente da Generalidad – representante máximo da institucionalidade catalã – Carles Puigdemont (Junts pel Sí, uma ampla coalizão eleitoral independentista) declarou seu desapontamento com a decisão da corte judicial máxima da Espanha e jurou fidelidade às deliberações do Parlamento catalão.

A questão da soberania da Catalunha adquire especial relevância neste momento em que os tradicionais partidos catalães atravessam crises internas, ao mesmo tempo em que Mariano Rajoy (Partido Popular espanhol, contrário à separação catalã) não consegue apoio suficiente para se investir chefe do Executivo do Estado Espanhol.

Em setembro, Carles Puigdemont será submetido a uma moção de confiança e depende de um acordo com a esquerda independentista (CUP) para evitar que ocorra novas eleições. A CUP costuma votar em conjunto com o PDC nas matérias de autodeterminação, ao mesmo tempo que ajuda a bloquear as medidas neoliberais propostas pelo gabinete de Puigdemont.

LINKS: http://www.elmundo.es/cataluna/2016/07/27/5798816c22601d29258b4599.html

http://ultimahora.es/noticias/nacional/2016/08/01/207088/constitucional-suspende-resolucion-independentista-del-parlament-cataluna.html

http://www.publico.es/politica/garzon-cree-puigdemont-y-ejecutivo.html

http://ccaa.elpais.com/ccaa/2016/08/01/catalunya/1470057633_816102.html

http://www.rebelion.org/noticia.php?id=215158

REFUGIADOS

Mais de 4 mil refugiados e migrantes morreram em 2016, a maior parte no Mediterrâneo

Segundo relatório divulgado pela ONU, de janeiro a julho deste ano, 4027 pessoas perderam a vida tentando migrar para um país diferente de suas origens. Trata-se de um número 26% superior a igual período do ano passado. Desses mais de 4 mil, três quartos morreram no mar Mediterrâneo, rota que mais de 260 mil imigrantes fizeram somente neste ano.

De acordo com a OIM, o aumento nos dois últimos anos indica que as atuais políticas dos países europeus podem estar elevando os riscos para migrantes e requerentes de asilo que deslocam pelo continente.

(…)

No Norte da África, foram registras 342 mortes de deslocados que viajam por terra. O valor equivale a mais de três vezes o número de falecimentos registrados no mesmo período do ano passado.”

LINK: https://nacoesunidas.org/mais-de-4-mil-refugiados-e-migrantes-morreram-em-2016-a-maior-parte-no-mediterraneo-alerta-oim/

TURQUIA

Comício contra golpe militar reúne dois milhões de pessoas em Istambul; Erdogan defende pena de morte

Em mais uma jornada massiva de rechaço à tentativa frustrada de golpe militar, o presidente turco Recep Erdogan e o líder do principal partido da oposição secular Kemal Kiliçdaroglu (social-democrata) compareceram a um comício em defesa do atual regime político na Turquia. Neste evento histórico, Erdogan aproveitou para fazer apologia a reintrodução da pena de morte no país e atacar Fettulah Gullen, o clérigo moderado autoexilado nos EUA a quem Erdogan acusa de encabeçar o golpe.

Os partidos pró-curdos não foram convidados a participar da manifestação e realizaram atos em separado sob o lema “contra os golpes, democracia já”.

LINK: http://internacional.elpais.com/internacional/2016/08/07/actualidad/1470606717_350714.html

https://www.theguardian.com/world/2016/aug/07/turkish-authorities-hold-anti-coup-rally-in-istanbul

ESTADOS UNIDOS

Donald Trump vive uma das piores semanas da corrida eleitoral

O bilionário republicano teve uma semana caótica. Depois de se afundar numa polêmica com os pais muçulmanos de um soldado morto no Iraque, brigar com a presença de um bebê barulhento num comício, refutar apoio à reeleição do deputado conservador Paul Ryan, disparar críticas contra o experiente republicano John McCain, perder o voto de dois congressistas de seu próprio partido, ser alvo de diversas reportagens negativas, Trump apareceu em algumas pesquisas pela primeira vez dois dígitos atrás de Hillary Clinton.

LINKS: http://www.cartacapital.com.br/revista/913/trump-surtou-de-vez

https://www.washingtonpost.com/news/the-fix/wp/2016/08/07/donald-trumps-absolutely-horrendous-week-in-washington/

Hillary Clinton mira eleitorado conservador desiludido com Trump

Aproveitando-se da fragilização de Donald Trump perante a tradicional base conservadora do Partido Republicano, a candidata democrata tem adotado neste início de campanha uma retórica que se contrapõe ao extremismo das ideias de Trump, ao invés buscar a polarização ideológica “direita-esquerda”. A referência a Ronald Reagan, na Convenção da Filadélfia, constitui uma clara tentativa de atrair republicanos insatisfeitos com os rumos que Trump têm dado para o Partido Republicano.

LINK:

https://www.washingtonpost.com/politics/clinton-broadens-campaign-effort-to-target-wary-republicans/2016/08/04/9b9b360a-5a5f-11e6-9aee-8075993d73a2_story.html

CHINA

Número de greves aumenta no primeiro semestre, aponta relatório

Estatísticas apresentadas pelo China Labour Bulletin (CBL) demonstram que houve um aumento de 18% na quantidade de protestos sindicais realizados pelos trabalhadores chineses no primeiro semestre de 2016 em comparação com o mesmo período em 2015.

A ONG considera que, por setor, é mais significativo o aumento de protesto no setor dos transportes de 127, nos primeiros seis meses de 2015, para 205 em igual período de 2016. O aumento dos protestos neste setor dever-se-ão às lutas dos taxistas, que representaram 85% dos conflitos no setor, devido ao aumento da concorrência, provocado pelo aumento dos serviços de transporte a partir de aplicações na internet.”

LINK:

http://www.esquerda.net/artigo/china-aumento-de-greves-no-primeiro-semestre/43956

Pequim reúne países vizinhos em “aliança de segurança”

China, Afeganistão, Paquistão e Tadjiquistão firmaram um pacto militar contra “forças terroristas”, as quais o governo chinês associa aos movimentos separatistas existente em seu território.

Nos últimos anos, conflitos entre os Han, a principal etnia da China, e os uigures, maior etnia da província Xinjiang, de religião muçulmana e cultura turcófona, causaram centenas de mortos naquela região. Pequim atribui a violência ao Movimento Islâmico do Turquestão Oriental, uma organização que reclama a independência do Xinjiang.

O acordo é anunciado na mesma semana em que Pequim aumentou as competências do Xinjiang na adoção de uma controversa lei Antiterrorista, aprovada este ano, com medidas que incluem a colocação em solitária de “radicais” detidos.”

LINKS

http://www.reuters.com/article/us-china-security-idUSKCN10F1A6

http://jornaldeangola.sapo.ao/mundo/asia/china_e_paises_vizinhos_criam_alianca_de_seguranca

FILIPINAS

Em “guerra contra as drogas”, Rodrigo Duterte promove expurgo no estado filipino

O presidente da Filipinas divulgou neste final de semana uma lista com 158 funcionários públicos e políticos supostamente envolvidos com o narcotráfico. Em entrevista veiculada no sábado, o mandatário altamente popular afirmou não se importar com os direitos humanos e estar disposto a defender os policiais que atirarem contra os acusados. ONGs denunciam que mais de 500 pessoas já foram mortas em prováveis casos de execução extra-judicial.

LINKS:

http://www.abc.es/internacional/abci-duterte-ordenes-disparar-matar-no-importan-derechos-humanos-201608061351_noticia.html

http://www.aljazeera.com/news/2016/08/rodrigo-duterte-human-rights-160806211448623.html

SÍRIA

Rebeldes afirmam ter rompido cerco de Aleppo; governo nega

Grupos armados de oposição à ditadura de Bashar al Assad em coalizão com extremistas do Estado Islâmico divulgaram vídeo amador em que anunciam ter quebrado cerco do exército oficial na região oriental de Aleppo, onde estima-se residirem 250 mil sírios. As fontes governamentais negam o acontecimento que significaria a última resistência opositora numa grande cidade da Síria, visto que Damasco, Homs e Hama encontram-se sob controle das forças leais a Assad.

LINK: https://noticias.terra.com.br/opiniao-a-batalha-decisiva-em-aleppo,ca704c026daeb4ef803a4a684c1e174dsrpm8iwx.html

http://www.bbc.com/portuguese/internacional-37002936

Coalizão de milícias curdas e forças apoiadas pelos EUA derrotam ISIS em Manbij

Importante cidade síria ao sul da fronteira com a Turquia foi retomada do Estado Islâmico por exércitos curdos em aliança com combatentes árabes e forças especiais dos EUA, depois de uma campanha de dois meses.

LINK:

http://www.reuters.com/article/us-mideast-crisis-manbij-idUSKCN10H079

http://www.aljazeera.com/news/2016/08/syria-rebels-storm-military-base-break-aleppo-siege-160806050412958.html

EGITO

Governo pede ajuda de 12 bilhões de dólares a FMI

Em troca de profundas reformas econômicas e ajustes sobre a sua população, o governo Sissi solicitou um empréstimo junto ao FMI da ordem de 12 bilhões de dólares. O Egito vive uma grande crise econômica, agravada pela redução considerável dos turistas no país bem como pela desaceleração dos investimentos externos, especialmente vindos do Golfo Pérsico.

Uma estatística recente aponta que quase 28 milhões de egípcios vivem abaixo da linha da pobreza.

LINK: http://www.publico.es/internacional/debilidad-economica-y-politica-egipto.html

http://www.euronews.com/2016/08/02/egypt-sees-stability-for-its-economy-with-imf-loans

CONGO

Protestos massivos pedem a renúncia de governo

Dezenas de milhares de congoleses saíram às ruas de Kinshasa no domingo (31/07) para exigir o fim do governo de Joseph Kabila, cujo segundo mandato expira em novembro próximo. Opositores acusam o atual presidente de conspirar para um terceiro mandato, postergando as eleições para o ano que vem.

De acordo com o jornal espanhol El Mundo, “não é a primeira vez que os opositores ao presidente suspeitam que eleições “sob medida” estão sendo preparadas. Nas campanhas presidenciais anteriores, milhares de bolsas ficaram abandonadas em hangares sem que ninguém contassem os votos. Estes protestos ocorrem num momento de agitação juvenil que recorda os inícios da primavera árabe em Túnis. Grupos de adolescentes têm se organizado por todo o país para passar à ação política. A maioria deles têm acabado atrás das grades.”

LINK:

http://www.elmundo.es/internacional/2016/07/31/579e3aa546163f5b478b45ef.html

https://www.dailynews.co.zw/articles/2016/08/02/protestors-demand-kabila-s-resignation

ÁFRICA DO SUL

CNA tem pior resultado desde fim do apartheid

As eleições municipais realizadas na semana passada revelaram que o partido governante desde a queda do regime racista vem perdendo a hegemonia na sociedade sul-africana. Pela primeira vez em 20 anos, o Congresso Nacional Africano ficou abaixo dos 60% dos votos totais e viu o principal partido opositor (a Aliança Democrática, ligada aos brancos) se fortalecer nas principais cidades do país, chegando a sair vitorioso em Port Elizabeth, a simbólica cidade antigamente denominada Nelson Mandela Bay.

Analistas apontam que as causas desse desgaste do CNA passam pelos escândalos de corrupção envolvendo altos escalões do governo, índices crescentes de desemprego, altas taxas de criminalidade, promessas não-cumpridas e repressão policial.

LINKS: http://internacional.elpais.com/internacional/2016/08/05/actualidad/1470416451_766356.html

http://www.nytimes.com/2016/08/08/world/africa/election-shows-many-south-africans-losing-faith-in-pompous-anc.html?_r=0

ARGENTINA

Segundo grande “ruidazo” contra Macri

Na quinta-feira (04/08), centenas de argentinos com caçarolas e apitos foram às ruas de diferentes cidades protestar contra as políticas econômicas de Maurício Macri e pedir a demissão do atual ministro de Minas e Energia, Juan José Aranguren.

Desde que chegou à Casa Rosada, Macri já aumentou as tarifas de energia elétrica, água, gás, gasolina e transporte.

LINKS:

http://www.telesurtv.net/news/Argentinos-realizan-ruidazo-contra-tarifazo-de-Macri-20160804-0070.html

http://perfil.com/politica/con-un-nuevo-ruidazo-miles-de-personas-protestaron-contra-el-aumento-de-tarifas.phtml

http://www.rebelion.org/noticia.php?id=215319

VENEZUELA

Maduro desafia nova “Tríplice Aliança” no Mercosul

O presidente venezuelano Nicolás Maduro advertiu aos governos conservadores da Argentina, Brasil e Paraguai (a “nova Tríplice Aliança”, segundo Maduro) que a Venezuela não está disposta a abrir mão da presidência pró-tempore do Mercosul. A bandeira do bloco foi hasteada no Ministério das Relações Exteriores da Venezuelano, enquanto o embaixador paraguaio era chamado de volta a Assunção depois das frases cortantes de Maduro sobre a “tríplice aliança de torturadores”, formada pela “oligarquia paraguaia corrupta e narcotraficante, pelo enfraquecido [presidente Mauricio] Macri, da Argentina, fracassado e repudiado por seu povo, e agora pela ditadura imposta no Brasil.”

LINKS:

http://www.aporrea.org/tiburon/n294866.html

http://elcomercio.pe/mundo/latinoamerica/crisis-mercosur-paraguay-llama-su-embajador-venezuela-noticia-1922199

PERU

Cardeal misógino e homofóbico gera protestos em Lima

Juan Luis Cipriani, o primeiro membro da Opus Dei a se tornar cardeal, apresenta um programa na RPP, principal rádio do país, no qual ele costuma expor sua visão preconceituosa do mundo. Na última semana, em decorrência de um comentário machista (afirmou que as mulheres eram culpadas da violência sexual que sofriam), centenas de pessoas compareceram à porta da rádio exigir que o programa do cardeal fosse cancelado. Cipriani já foi acusado de encobrir escândalos sexuais da Igreja peruana.

A polêmica acontece num momento em que o Peru enfrenta um forte aumento de agressões de gênero contra as mulheres e ineficiência da Justiça, polícia e sociedade para resolver o problema. Para a próxima semana está programada uma marcha #NiUnaMenos contra esse tipo de violência, da qual provavelmente será uma das maiores mobilizações já vistas no Peru.

LINK:

http://www.dw.com/es/per%C3%BA-protestas-contra-cardenal-mis%C3%B3gino-y-hom%C3%B3fobo/a-19453919

http://larepublica.pe/politica/791560-veronika-mendoza-respalda-campana-ni-una-menos

COLÔMBIA

Segundo maior grupo guerrilheiro da Colômbia, ELN discorda da essência dos acordos de paz

O Exército de Libertação Nacional divulgou um comunicado no qual critica os termos do acordo de paz assinado pelo governo colombiana e as FARCs, apesar de ter manifestado respeito pela mesa de diálogo instalada em Havana. Os dirigentes do grupo reclamam da falta de participação das entidades populares na decisão final, do mero cálculo econômico do governo por detrás de um suposto desejo de paz e da omissão da parte oficial de suas responsabilidades no conflito.

LINKS: http://www.prensa.com/mundo/Guerrilla-colombiana-ELN-gobierno-FARC_0_4546045400.html

http://www.telesurtv.net/news/ELN-no-comparte-la-esencia-de-los-acuerdos-de-paz-en-Colombia-20160807-0001.html

CUBA

Havana questiona política migratória dos Estados Unidos

Neste domingo (07/08), Cuba julgou “incongruente” a política migratória da Casa Branca com as novas relações adotadas para com a ilha, depois da expulsão de 14 cubanos da Colômbia que tentavam chegar aos EUA ante os benefícios concedidos por este último.

O governo de Raúl Castro voltou a questionar as medidas adotadas nas últimas décadas em que foram concedidas vantagens migratórias para os cubanos aportarem em terra estadunidense, e que empurraram milhares a empreender perigosas travessias por países como Equador, Colômbia, Costa Rica e México.”

LINK:

http://www.jornada.unam.mx/2016/08/08/mundo/030n2mun

Veja também