|
siria-1

 Nesta semana, o destaque ficou por conta do acordo de cessar-fogo na Síria, costurado pelos EUA e Rússia. A trégua reduziu substancialmente o número de mortos e feridos no conflito nesta semana. Na Turquia, Erdogan persegue as organizações curdas, eliminando do serviço público todos os funcionários que mantiverem ligações com o PKK.

    Entre outras notícias, salientamos também a disputa à presidência nos EUA, o isolamento da Venezuela no Mercosul, o crescimento da rejeição ao governo Peña Nieto no México, a mobilização independentista na Catalunha, a construção do vergonhoso muro de Calais na França e o fracasso das experiências privatizantes no mundo.

    Uma boa leitura!

    Charles Rosa

    Observatório Internacional

SÍRIA

Estados Unidos e Rússia pactuam cessar-fogo na Síria

Começou nesta segunda-feira (12 de setembro) o acordo de cessar-fogo no conflito sírio, elaborado por Wasgington e Moscou. Rússia e Estados Unidos tentam agora convencer o governo de Assad e os rebeldes “moderados” a paralisarem a guerra civil para atacar conjuntamente o espaço aéreo das regiões controladas pelas milícias do Estado Islâmico e o Al-Nusra.

A trégua, no entanto, ainda não representou a chegada de ajuda humanitária na cidade de Aleppo, importante cidade dividida entre assadistas e opositores. Os caminhões da ONU com comida para 40 mil pessoas não obtiveram autorização para transpor as fronteiras com a Turquia. Por outro lado, não se registrou nenhuma morte de civis desde a segunda-feira.

LINKS:

1- https://www.theguardian.com/world/2016/sep/10/free-syria-army-rejects-us-russia-ceasefire-agreement

2- http://internacional.elpais.com/internacional/2016/09/14/actualidad/1473870628_052225.html

3- http://www.bbc.com/news/world-middle-east-37346656

ESTADOS UNIDOS

Próximos nas pesquisas, Hillary Clinton é diagnosticada com pneumonia e Trump apega-se a Putin

As pesquisas das últimas semanas indicam que a candidata do Partido Democrata não tem conseguido contornar as muitas dificuldades para passar uma imagem confiável ao eleitorado estadunidense. Acossada pelo escândalo dos e-mails, Clinton teve um revés físico nesta semana: um exame diagnosticou “pneumonia”, colocando dúvidas sobre a sua integridade física para assumir a Casa Branca. Antes, Clinton elevou o tom contra Trump e seus seguidores, qualificando metade dos eleitores republicanos como “deploráveis”, atitude ofensiva que foi vista como um “passo em falso” pela maioria dos analistas, visto que ela tenta se contrapor à imagem extremista do bilionário falastrão.

Já Trump novamente elogiou publicamente Putin, “mais líder que Obama” segundo sua opinião. O atual presidente dos EUA tem se tornado um alvo cada vez mais frequente do republicano, que criticou o modo como as tropas foram retiradas do Iraque.

As últimas pesquisas demonstram uma tendência de crescimento de Trump em grandes estados tidos como “favas contadas” para os democratas, como Ohio e Flórida.

LINKS:

1- http://www.nytimes.com/2016/09/13/opinion/hillary-clintons-health-and-other-woes.html?_r=0

2- https://www.washingtonpost.com/news/the-fix/wp/2016/09/08/donald-trumps-answer-on-russia-and-vladimir-putin-at-the-commander-in-chief-forum-was-bananas/

3- http://www.newsmax.com/Headline/clinton-trump-nbc-survey-monkey/2016/09/13/id/747984/

Rebelião indígena contra a construção de oleoduto Dakota

Continua a resistência dos sioux, espalhados em quatro acampamentos pelo rio Missouri – o maior da América do Norte- desde abril deste ano. O oleoduto orçado em 3,8 bilhões de dólares coloca em risco a pureza da água do rio, fere o território sagrado da etnia e alimenta a economia baseada em combustíveis fósseis.

Há alguns dias, seguranças da Dakota Access soltaram os cães de guarda para cima dos manifestantes sioux que interromperam o avanço das escavadeiras da empresa. A repressão, contudo, fez com que a rebelião indígena ganhasse mais destaque nas manchetes. Bernie Sanders compareceu ao protesto em frente a Casa Branca no último sábado (10 de setembro) contra a continuidade do projeto.

LINKS:

1- https://www.washingtonpost.com/news/post-politics/wp/2016/09/14/bernie-sanders-pledges-end-of-the-exploitation-of-native-american-people-in-fight-against-dakota-pipeline/

2- http://www.democracynow.org/es/2016/9/9/la_lucha_de_los_pueblos_sioux

3- http://elpais.com/elpais/2016/09/11/opinion/1473602758_431162.html

ESPANHA

Abstenção seria recorde caso novas eleições fossem convocadas; PP levaria vantagem

Uma pesquisa encomendada pelo El País aponta que a abstenção seria recorde caso a possibilidade de novas eleições se concretize. Cerca 37% do eleitorado ficaria em casa e o PP seria a força mais beneficiada neste cenário, visto que os seus eleitores são os mais dispostos a retornarem à urna neste momento. A formação conservadora levaria 34% dos votos contra 21% do PSOE e Unidos Podemos – empatados tecnicamente – e 12% do Ciudadanos.

Independentismo catalão realiza grande ato no Diada

Pelo quinto ano consecutivo, os independentistas da Catalunha reuniram centenas de milhares de manifestantes no Diada – 11 de setembro, data que marca a queda de Barcelona frente às tropas bourbônicas em 1714. A demonstração de força dos secessionistas pode acelerar o processo de ruptura catalão, imerso na crise política espanhola que também tem contornos locais com a fragmentação da coligação que dirige o Estado catalão, abrindo espaço para que a esquerda revolucionária dispute o processo, conforme analisa o jornalista Roger Pála em artigo republicado pelo Viento Sur.

LINK:

1- http://politica.elpais.com/politica/2016/09/12/actualidad/1473676124_871922.html

2- http://vientosur.info/spip.php?article11684

3-http://www.eldiario.es/catalunya/politica/independentismo-mantiene-espera-pasos-Govern_0_557844600.html

REINO UNIDO

Muro para barrar imigrantes no Canal da Mancha será construído em Calais

O governo britânico anunciou na quarta-feira (7 de setembro) que construirá a “Grande Muralha” de Calais, no litoral norte da França, com autorização da república francesa. A intenção é impedir a saída de imigrantes do campo de refugiados em Calais para o Reino Unido, por meio de caminhões. O projeto custará 2,7 milhões de euros e deve ter início ainda em setembro. A polêmica medida é vista com descrédito pelas entidades em defesa dos direitos dos imigrantes.

LINKS: 1- https://www.theguardian.com/world/2016/sep/06/uk-immigration-minister-confirms-work-will-begin-on-big-new-wall-in-calais

2- http://www.bbc.com/mundo/noticias-internacional-37303711

HUNGRIA

Luxemburgo defende a expulsão da Hungria da UE por causa de política anti-imigração

O chanceler de Luxemburgo, Jean Asselborn (social-democrata), defendeu em entrevista para o jornal alemão a exclusão da Hungria do grupo de países-membros da União Europeia, em virtude da política contra imigrantes adotada pelo governo de extrema-direita de Viktor Orbán. Em 2 de outubro, os húngaros irão às urnas em referendo sobre a cota de imigração proposta por Bruxelas e o governo direitista tem feito campanha pelo rechaço à proposta.

Para que uma nação seja excluída do bloco é necessária a anuência de todos os outras nações, o que dificulta a ideia defendida por Luxemburgo.

LINK: https://www.publico.pt/mundo/noticia/luxemburgo-sugere-expulsar-hungria-da-ue-1743963

ALEMANHA

Número de crianças em situação de pobreza chega a 2 milhões na maior economia da Europa

A Fundação Beltersman divulgou um relatório no qual aponta a existência de 2 milhões de crianças e adolescentes dependentes de assistência social na Alemanha, quase 13% da população até 18 anos.

O dado reflete um aumento de 0,4% em relação a 2011, sugerindo que as políticas de combate à pobreza impulsionadas pelo governo Merkel não são suficientes para aplacar o problema.

LINK: http://www.euractiv.com/section/social-europe-jobs/news/child-poverty-in-germany-increasingly-becomes-the-norm/

Berlim e Paris propõem um exército europeu

No próximo dia 16 de setembro, Merkel e Hollande devem apresentar um plano de formação de um exército europeu permanente com a presença de tropas dos 27 países do bloco. A ideia, primeiramente lançada pelo presidente francês, tem como principal objetivo deslocar forças terrestres para as fronteiras do continente, a pretexto de combater o terrorismo. A França, que será o único país da UE a possuir a bomba nuclear depois da saída do Reino Unido, pretende reforçar sua influência no bloco, por intermédio de seu poderio militar e tecnológico, reconhecido pela chanceler alemã Angela Merkel.

LINK: http://internacional.elpais.com/internacional/2016/09/12/actualidad/1473689609_318027.html

Matrimônio dos infernos” para ambientalistas: Bayer compra Monsanto

Na quarta-feira (14 de setembro) o grupo farmacêutico e químico alemão Bayer anunciou a compra da empresa agroquímica estadunidense Monsanto pelo valor de 66 bilhões de euros. Caso passe pela normas antitruste, o acordo cria a maior transnacional de sementes e agrotóxicos do mundo.

Ambientalistas alemães criticaram a fusão: “A aquisição da Monsanto significa mais transgênicos e mais glifosato no campo, algo que os consumidores rejeitam” alertou a ONG Impact.

LINK: http://br.rfi.fr/geral/20160914-bayer-compra-monsanto-por-us66-bilhoes-e-viram-gigante-mundial-0

FRANÇA

Crise financeira de Alstom mobiliza governo

A maior produtora de ferrovias de alta tecnologia do mundo anuncio o encarramento das atividades em Belfort, no noroeste do país. A decisão afeta 400 empregos e desata uma crise na política francesa. Oposição acusa governo de incompetência para lidar com a retração da demanda doméstica, enquanto o gabinete de Hollande tenta demover a gigante francesa, presente em mais de sessenta países, de cortar os investimentos em solo nacional. O Estado possui 20% das ações da Alstom o que acrescenta mais um problema para Hollande lidar há oito meses de uma eleição em que ele pode nem disputar, em função da sua baixíssima popularidade.

LINK: http://www.lemonde.fr/politique/live/2016/09/13/suivez-l-actualite-politique-en-direct_4996716_823448.html

Sindicatos franceses convocam 14ª greve nacional contra reforma trabalhista

A quinta-feira (15 de setembro) é de paralisação nacional na França, por conta dos protestos sindicais contra a nova legislação trabalhista que flexibiliza direitos sociais. A luta é para inviabilizar a regulamentação da lei aprovada no Parlamento em julho após várias manobras do primeiro-ministro socialista Manuel Valls. Estima-se que cerca de 15% dos voos para Paris serão cancelados em decorrência da greve dos controladores aéreos.

LINK: http://www.reuters.com/article/us-france-politics-strike-idUSKCN11K1UN

ITÁLIA

Gestão de prefeitura de Roma racha Movimento 5 Estrelas

A ascensão à prefeitura de Roma do Movimento 5 Estrelas (formação populista liderada pelo comediante Beppe Grillo), na figura da advogada Virginia Raggi, está causando o debilitamento do partido no tabuleiro nacional. Isso porque a gestão da capital italiana está mergulhada numa crise sem precedentes, com a demissão de cinco membros do alto escalão por divergências com a cúpula do partido, além da secretária do Meio Ambiente Paulo Muraro estar envolvida em denúncias de violação das normas ecológicas da cidade. Nas ruas, a população sente a falta da coleta de lixo, por conta da parilisia do governo.

O arranhão na imagem do M5S reconduziu o Partido Democrático (do primeiro-ministro Matteo Renzi) para a liderança da preferência nacional, há poucas semanas de um referendo sobre uma reforma política que pode deixar Renzi mais forte perante o Senado.

LINKS:

1- http://segundoenfoque.com/crisis-en-el-gobierno-de-roma-07-269172/

2- http://www.dn.pt/mundo/interior/roma-tornou-se-num-pesadelo-para-o-5-estrelas-de-beppe-grillo-5379465.html

GRÉCIA

Governo de Syriza informa que não cumprirá reforma trabalhista exigida pelo FMI em troca do resgaste

O Ministro do Trabalho da Grécia, Georges Katragoulos, afirmou que o governo resistirá o máximo possível contra o máximo possível ao fim da negociação coletiva que o FMI impõe como condição para continuar emprestando recursos ao país. O terceiro pacote de financiamentos chega a 86 bilhões de euros.

Katragoulos declarou: “Atingimos um ponto em que já não podemos tolerar a degradação das condições de trabalho”.

LINK: http://www.infogrecia.net/2016/09/grecia-rejeita-exigencias-do-fmi-lei-laboral/

RÚSSIA

Eleições na Duma podem consagrar pleno domínio de Putin

O pleito a ser realizado no domingo (18 de setembro) deve acentuar o controle do líder russo sobre as instituições do país, imerso na crise econômica global, localmente agravada pelas sanções comerciais das nações do Ocidente. A expectativa é que Putin comece a promover um sucessor para 2018 a partir dos resultados desta eleição.

LINK: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/10/internacional/1473522579_172146.html

TURQUIA

Governo afasta 28 prefeitos supostamente ligados a Gullen ou aos curdos

O Ministério do Interior anunciou em 11 de setembro a substituição de 28 prefeitos, acusados de nutrir relações com o gullenismo ou com o Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK). Doze destes prefeitos encontram-se presos.

O Partido Democrático dos Povos (HDP) classificou a remodelação como um “golpe à democracia” e um “desrespeito à vontade expressa nas urnas destes municípios”.

A repressão governamental pós-golpe frustrado em julho último abateu-se principalmente contra as organizações curdas. Em 8 de setembro, mais 11 mil professores foram retirados de suas funções também por terem algum tipo de contato com o PKK.

LINKS: 1- http://www.dw.com/pt/governo-turco-afasta-dezenas-de-prefeitos/a-19543218

2- http://www.dw.com/es/turqu%C3%ADa-suspende-a-11000-maestros-por-presunto-apoyo-al-pkk/a-19537948

ISRAEL

EUA oferecerão ajuda recorde para exército sionista

As chancelarias dos EUA e de Israel chegaram a um acordo para aumentar a níveis recordes o auxílio militar estadunidense aos seus principais aliados no Oriente Médio. Segundo especula a imprensa israelense, os atuais 3 bilhões de dólares anuais saltarão para 5 bilhões de dólares anuais. Benjamin Netanyahu pressionava a superpotência desde que o Pentágono assinou um tratado com os seus rivais iranianos a respeito do programa nuclear.

LINK: 1- http://www.bbc.com/news/world-us-canada-37345444

IRÃ

Milhares saem às ruas de Teerã contra governo saudita que vetou a entrada de iranianos; tensão entre os dois países muçulmanos se acirra

Iranianos impedidos de peregrinar à Meca ocuparam às ruas da capital para protestar contra a monarquia saudita na sexta-feira (9 de setembro). Depois do duro discurso do aiatolá Ali Khamenei, qualificando de “infiéis” os membros da família real da Arábia Saudita, a população do Irã manifestou seu repúdio à decisão do clã wahabista que não reconhece a vertente xiita como legítima.

O episódio é mais um capítulo da rivalidade entre Teerã e Riad, aguçada pelo acordo iraniano-estadunidense e pelo conflito sírio.

LINK: https://www.theguardian.com/world/2016/sep/09/iranians-protest-saudi-arabia-hajj-pilgrimage

CHINA

Crise na Coreia agrava disputa entre EUA e China

O quinto teste nuclear de Pyongyang realçou a queda de braço que Pequim e Washington travam no Mar do Sul. Ante a acusação dos porta-vozes estadunidenses de que a China faz poucos esforços para desacelerar os movimentos militares da ditadura norte-coreana, os chineses colocaram em xeque a efetividade das sanções aplicadas pelo Ocidente. Além disso, a marinha chinesa realizou manobras conjuntas com a Rússia na região para patrulhar a região cujo controle é reivindicado por seis estados, enviando uma mensagem de que o país não cederá espaço no Pacífico para as ambições dos EUA.

Como destaca o jornal El Mundo, a Coreia do Norte é funcional aos interesses geopolíticos da China, visto que o país se choca com o crescente aparato bélico que os EUA destaca para a área cedida por seus aliados regionais (China e Japão).

LINK: http://www.elmundo.es/internacional/2016/09/12/57d66b1e268e3ea1498b45c2.html

SUDÃO DO SUL

Ator George Clooney denuncia enriquecimento de dirigentes dos dois lados do conflito

A ONG The Sentry, financiada pelo ator, produziu um relatório em que reporta o acúmulo de fortunas tanto pelos funcionários do governo quanto pelos líderes rebeldes. Além disso, o documento desmistifica a narrativa de que a guerra civil motiva-se principalmente por rivalidades políticas: o que estaria em jogo são a apropriação de recursos naturais por redes cleptocráticas, alimentadas por bancos internacionais, empresários, vendedores de armas, grupos imobiliários.

O texto detalha que as duas famílias que se antagonizam no conflito “vivem com frequência em mansões avaliadas em vários milhões de dólares, fora do país, ficam em hotéis de cinco estrelas, ficam com os benefícios do que aparenta ser um sistema de nepotismo e negócios empresariais desonestos, e conduzem carros de luxo — tudo enquanto a maior parte da população do seu país sofre as consequências de uma brutal guerra civil e, em muitos locais vivem em condições de quase fome.”

LINK: http://www.jn.pt/mundo/interior/clooney-denuncia-enriquecimento-dos-dirigentes-no-sudao-do-sul-5386127.html

RELATÓRIO DA ONU

Privatização do saneamento já se mostrou inadequada em muitos países, diz relator da ONU

Segundo o relatório, nos últimos 15 anos houve ao menos 180 casos de remunicipalização do fornecimento de água e esgoto em 35 países, em cidades como Paris (França), Berlim (Alemanha), Buenos Aires (Argentina), Budapeste (Hungria), La Paz (Bolívia) e Maputo (Moçambique). Desse total, houve 136 casos em países de alta renda e 44 casos em países de baixa e média renda. No mesmo período, houve um menor número de privatizações, solução adotada por Nagpur (Índia), onde a iniciativa passou por forte oposição e crítica, e Jeddah (Arábia Saudita).

O estudo, elaborado pela Unidade Internacional de Pesquisa de Serviços Públicos (PSIRU), Instituto Transnacional (TNI) e Observatório Multinacional, apontou ainda que as iniciativas de reestatização ocorreram como resposta às falsas promessas dos operadores privados e sua incapacidade de priorizar o atendimento às comunidades em detrimento do lucro, além de falta de transparência e dificuldade de monitoramento de suas atividades pelo poder público.

LINK: https://nacoesunidas.org/privatizacao-do-saneamento-ja-se-mostrou-inadequada-em-muitos-paises-diz-relator-da-onu/

MÉXICO

Visita de Trump provoca queda de ministro das Finanças

Idealizador do convite a Trump, com vistas a desviar o foco das denúncias de corrupção no interior do governo, Luis Videgaray exonerou-se da direção da economia mexicana. Considerado até então o homem mais forte no enfraquecido governo de Peña Nieto, Videgaray liderava a equipe econômica do PRI que formulou as medidas liberalizantes e, de certo modo, fracassou na tentativa de reerguer as contas públicas: deixa um déficit fiscal triplicado, o peso mexicano desvalorizado um terço frente ao dólar e a dívida pública em ascensão.

Sete em cada dez mexicanos se sentem ofendidos com a visita do bilionário xenofóbico ao país e 82% da população reprova o comportamento de Peña Nieto. Nesta quinta-feira, movimentos sociais promoverão a marcha #RenunciaYaPeñaNieto pelas constantes violações dos direitos humanos no país.

LINKS: 1- http://www.jornada.unam.mx/2016/09/08/politica/006n1pol?partner=rss

2- http://expansion.mx/nacional/2016/09/06/el-822-de-los-mexicanos-esta-enojado-con-pena-tras-visita-de-trump-mitofsky

3- http://www.telesurtv.net/news/Mexicanos-realizaran-este-jueves-marcha-RenunciaYa-contra-EPN-20160915-0001.html

AMÉRICA LATINA

Acesso à internet em lares do continente latino-americano aumenta 14% nos últimos 15 anos

Documento da CEPAL aponta que 43% dos lares da América Latina possuem acesso a internet, ainda que em nenhum país a velocidade acima de 15 mbps atinja 5% dos domicílios, taxa que nos países desenvolvidas chega ao nível de 50%. O estudo analisa ainda as diferenças entre a penetração da internet nas áreas urbanas e nas áreas rurais.

LINK: http://www.prensa-latina.cu/index.php?o=rn&id=25693&SEO=aumenta-uso-y-acceso-a-internet-en-america-latina-y-el-caribe-cepal

MERCOSUL

Tríplice Aliança” impede Venezuela de assumir presidência; país rechaça manobras

Brasil, Argentina e Paraguai decidiram que vão compartilhar a gestão do bloco sul-americano, por entenderem que governo venezuelano – que por direito deveria assumir a presidência – viola o Protocolo de Adesão ao Mercosul, assinado em 2006. Além disso, deram um prazo de 3 meses para a Venezuela se enquadrar nas “normas democráticas” conveniadas pelo organismo sul-americano.

A Ministra de Relações Exteriores da Venezuela, Delcy Rodriguez rejeitou a decisão que não foi tomada por consenso, conforme prescreve os princípios do Mercosul. Já o Uruguai preferiu não se pronunciar para, segundo o ministro José Luis Cancela, “evitar a paralisia do grupo”.

LINKS: http://www.telesurtv.net/analisis/La-operacion-contra-Venezuela-en-el-Mercosur-20160914-0020.html

http://www.elobservador.com.uy/uruguay-permitio-declaracion-venezuela-evitar-paralisis-del-mercosur-n971394

CHILE

População recorda nas ruas 43 anos do golpe de Estado; policiais são condenados por crime na ditadura

No domingo (11 de setembro) Familiares de desaparecidos políticos durante a ditadura de Pinochet levaram milhares de pessoas às ruas de Santiago para rememorar o golpe de 1973 que derrubou o governo de Salvador Allende.

A foto de uma jovem secundarista encarando um policial da tropa de choque viralizou nas redes sociais, contribuindo para o debate e a reflexão sobre o significado da data.

Alguns dias depois, sete policias foram condenados à prisão por crimes cometidos durante o regime militar, no episódio conhecido como “Fornos de Lenquén”.

LINKS: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/09/encarada-de-jovem-em-soldado-do-choque-chileno-viraliza-e-gera-polemica.html

http://prensa-latina.cu/index.php?o=rn&id=25740&SEO=crimenes-de-lonquen-chile-y-condenas-a-carabineros

Projeto que descriminaliza parcialmente o aborto avança no Senado

Proibido em qualquer circunstância no Chile desde que Pinochet revogou uma lei de 1931, o aborto poderá ser descriminalizado parcialmente no Chile. A proposta aprovada numa comissão do Senado prevê a autorização do procedimento cirúrgico em três situações: risco de morte para a gestante, inviabilidade do feto e gravidez resultante de estupro.

Enfrentando forte resistência dos setores conservadores ligados à Igreja Católica, a proposta precisa passar pela Comissão de Justiça para ser levada a apreciação do conjunto do Parlamento. Estima-se que 60 mil abortos ilegais são realizados no Chile por ano.

LINKS: http://www.eldiario.es/sociedad/FIDH-despenalizacion-aborto-Chile-urgentemente_0_558544574.html

http://www.eltelegrafo.com.ec/noticias/mundo/9/60-000-abortos-ilegales-se-producen-anualmente-en-chile

VENEZUELA

Papa Francisco pede a Maduro que negocie com oposição

O pontífice remeteu uma carta ao presidente venzuelano se comprometendo a intermediar uma mesa de negociação entre governo e oposição. Maduro assentiu com a proposta e confirmou sua disposição a conversar com os opositores que hoje reivindicam um plebiscito revogatório, proposta que o oficialismo rejeita por considerá-la sem o apoio mínimo legal previsto na Constituição.

LINK: http://brasil.elpais.com/brasil/2016/09/14/internacional/1473874705_741250.html

http://www.aporrea.org/actualidad/n297023.html

BOLÍVIA

Evo discorda do Departamento de Estado dos EUA: “não tem autoridade moral para qualificar a luta contra o narcotráfico de outros povos”

Em sua conta no twitter, o presidente boliviano criticou duramente um relatório oficial estadunidense que aponta falhas no combate ao narcotráfico em território boliviano. Evo afirmou que antes da superpotência avaliar a Bolívia, precisa suspender os sigilos bancários, eliminar os paraísos fiscais, deixar de produzir armas e parar de invadir países.

Os EUA instrumentaliza a luta contra o narcotráfico para o controle geopolítico” disparou o presidente boliviano.

LINK: http://www.aporrea.org/internacionales/n297079.html

ARGENTINA

Buenos Aires tem beijaço contra homofobia

Na segunda-feira (6 de setembro) dezenas de casais promoveram um “beijaço” em frente a um restaurante. O estabelecimento constrangeu duas mulheres que se acariciavam enquanto esperavam o cardápio. A iniciativa dos grupos LGBTs organizados de Buenos Aires pôs em evidência o problema da discriminação no país.

LINKS: http://www.elancasti.com.ar/nacionales/2016/9/6/beso-como-simbolo-protesta-contra-discriminacion-310150.html

http://www.elancasti.com.ar/nacionales/2016/9/6/beso-como-simbolo-protesta-contra-discriminacion-310150.html

Agricultores fazem “verduraço” na Praça de Maio

Vinte toneladas de acelga, alfaces e alhos foram distribuídos em Buenos Aires em protesto de agricultores contra a ausência de políticas de auxílio ao setor que sofre com a cartelização dos distribuidores. O preço ao consumidor chega a ser seis vezes maior do que o custo de produção.

Os manifestantes apresentaram um projeto de lei no Parlamento que lhes assegura a posse definitiva das terras, além de subsídio para competirem com as importações.

Enquanto estamos aqui, Macri se reúne com os empresários que nos cobram enormes quantias pelas sementes, plásticos e aluguéis da terra”, queixou-se Ayarde Asencio, um pequeno produtor de verduras.

LINK: http://www.bbc.com/mundo/noticias-america-latina-37365627

COLÔMBIA

Uribe foi condescendente com paramilitares, acusa reportagem de NYT

O ex-presidente da Colômbia e principal expoente da campanha contra a assinatura do acordo de paz entre Estado e as guerrilhas FARC beneficiou cerca de 40 chefes paramilitares que foram extraditados para os EUA há nove anos, mesmo sendo de conhecimento público que essas milícias cometeram graves violações contra os direitos humanos.

Apoiando a campanha pelo “SIM” no referendo de 2 de outubro, o diário nova-iorquino pretende evidenciar a hipocrisia do político ultraconservador que agora se escora no argumento da “luta contra a impunidade” para rechaçar a anistia aos guerrilheiros das FARC.

LINK: http://www.semana.com/nacion/articulo/paramilitares-extraditados-por-uribe-gozan-de-impunidad-dice-el-new-york-times/493426

Veja também