|
eua12-1

Nesta edição do Clipping Internacional da Fundação Lauro Campos, selecionamos notícias e reportagens da semana que trataram, principalmente, da tentativa de Trump aprovar sua agenda de retrocessos sociais. Além disso, buscamos informações sobre as eleições legislativas na França, as negociações do Brexit, a pressão da Arábia Saudita para que o Catar feche a Al-Jazeera, a luta do povo curdo pela sua autonomia e o ensaio de retorno do kirchnerismo na Argentina.

Na seção de debates relativos à esquerda internacional, destacamos mais uma vez a Venezuela de Maduro, o ascenso de Corbyn no Reino Unido, o problema climático no mundo e os debates que o Die Linke têm feito na Alemanha.

Uma ótima leitura a todos.

Charles Rosa – Observatório Internacional

TRUMP E O RETROCESSO NA SAÚDE

Projeto de Trump para a saúde desagrada ala de republicanos

A liderança dos conservadores no Senado apresentou nesta quinta-feira a versão para substituir o projeto de Saúde aprovado pelo governo Obama. A proposta não somente repercutiu mal na opinião pública como uma parte dos senadores republicanos já se posicionou contrária ao texto. Trump precisa de ao menos 50 dos 52 senadores de seu partido para levar adiante o Trumpcare.

Washington Post (23/06) – “Quais senadores do GOP têm reservas com o projeto de lei sobre a Saúde”

“Até essa sexta-feira de manhã, nove senadores do GOP indicaram que se opõe ou tem preocupações com a lei. Se três votarem contra isso, a lei fracassaria. Os republicanos do Senado não têm muito espaço para o erro enquanto tentam se precipitar em uma conta de saúde na próxima semana. Supondo que nenhum democrata vote para este projeto de lei (uma suposição segura porque tenta desvendar Obamacare), os líderes do Senado podem perder apenas dois republicanos.”

LINK (em inglês): https://www.washingtonpost.com/graphics/2017/politics/ahca-senate-whip-count/?utm_term=.84295ad17c59

Editorial do NY Times (23/06) – “A insustentável Lei de Assistência do Senado”

“Seria um grande erro chamar a legislação que os republicanos do Senado lançaram na quinta-feira de projeto de lei de saúde. É, simples e obviamente, um plano para reduzir os impostos dos ricos, destruindo programas federais críticos que ajudam a fornecer cuidados de saúde a dezenas de milhões de pessoas.”

LINK (em inglês): https://www.nytimes.com/2017/06/23/opinion/senate-obamacare-repeal.html?ref=opinion

The Guardian (23/06) – “Trumpcare é como um vampiro, preparando seus dentes para fincar nos pobres”, por Adam Gaffney

“Em uma pesquisa de Quinnipiac, no final de maio, um miserável índice de 20% dos eleitores aprovou o projeto de lei, o que não é surpreendente quando se considera que a AHCA (American Health Care Act of 2017 ) era indiscutivelmente mais vampírica do que o nobre da Romênia. Considerando que o último drenaria suas vítimas uma a uma, a AHCA extraia a cobertura de saúde de cerca de 23 milhões para englobar os saldos bancários dos poucos ricos.”

LINK (em inglês): https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jun/23/trumpcare-vampire-sinking-teeth-poor

DEMOCRATAS BATIDOS NA GEÓRGIA

El País (22/06) – “As derrotas agudizam a crise interna dos democratas”

“O republicano Donald Trump tem a menor aprovação (39%) da história recente de um presidente no início de seu mandato. A Casa Branca está consumida no caos e Washington vive atazanado pela última revelação da trama russa ou o enésimo tuíte polêmico do mandatário. Trump está sendo investigado sobre se obstruiu ou não a justiça. Apesar de tudo isso, os republicanos ganharam as últimas quatro eleições especiais celebradas este ano. As derrotas —as últimas na terç-feira — têm agudizado a crise interna dos democratas desde as presidenciais de novembro.”

LINK (em espanhol): http://internacional.elpais.com/internacional/2017/06/22/estados_unidos/1498157192_808689.html

TRUMP E O MURO COM O MÉXICO

El País (22/06): “Trump quer que muro na fronteira com o México seja um painel solar”

Estamos pensando em construir o muro como um muro solar que produza energia e se pague sozinho”, disse Donald Trump em um comício em Cedar Rapids (Iowa) nesta quarta-feira. O presidente dos Estados Unidos propôs que o muro que pretende completar na fronteira com o México seja revestido com painéis solares. “Muito criativo, não é? Foi ideia minha”. Trump defende que o “muro solar” será bom para o México porque esse país “terá que pagar muito menos” por ele. Desde a campanha eleitoral, o titular da Casa Branca insiste que fará o vizinho arcar com os gastos de um eventual muro. O México respondeu diversas vezes que em hipótese alguma assumirá essa exigência.”

LINK (em português): http://brasil.elpais.com/brasil/2017/06/22/internacional/1498094733_713250.html

PUTIN E AS ELEIÇÕES DOS EUA

Washington Post (23/06): “A luta secreta de Obama para punir a Rússia pelo assalto eleitoral de Putin”

“No início de agosto, um envelope com extraordinárias restrições de manipulação chegou à Casa Branca. Enviado por correio da CIA, carregava instruções “apenas para os olhos” para que seu conteúdo fosse mostrado apenas quatro pessoas: o presidente Barack Obama e três assessores seniores. No interior havia uma bomba de inteligência, um relatório extraído de dentro do governo russo que detalhava o envolvimento direto do presidente russo Vladimir Putin em uma campanha cibernética para interromper e desacreditar a corrida presidencial dos Estados Unidos. Mas foi mais longe. A inteligência capturou as instruções específicas de Putin sobre os ambiciosos objetivos da operação – derrotar ou, pelo menos, danificar a candidata democrata, Hillary Clinton, e ajudar a eleger o oponente, Donald Trump. Nesse ponto, os contornos do assalto russo às eleições dos EUA foram cada vez mais evidentes. Os hackers com vínculos com os serviços de inteligência russos haviam investigado as redes informáticas do Partido Democrata, assim como alguns sistemas republicanos, há mais de um ano. Em julho, o FBI abriu uma investigação de contatos entre funcionários russos e associados da Trump. E em 22 de julho, cerca de 20.000 emails roubados do Comitê Nacional Democrata foram lançados online pelo WikiLeaks.”

LINK (em inglês): https://www.washingtonpost.com/graphics/2017/world/national-security/obama-putin-election-hacking/

UE E REINO UNIDO NEGOCIAM BREXIT

DW (19/06): “UE e Reino Unido iniciam negociações para o Brexit”

“Por trás dos sorrisos e dos gestos amigáveis de ambos está em jogo não apenas o futuro do Reino Unido, mas também a ordem política europeia do pós-Guerra e a posição da Europa no mundo, que corre o risco de sofrer grandes abalos caso não seja atingido um acordo até o prazo final para as negociações, em março de 2019.”

LINK (em português): http://www.dw.com/pt-br/ue-e-reino-unido-iniciam-negocia%C3%A7%C3%B5es-para-o-brexit/a-39314382

Editorial do The Guardian (23/06): “Brexit: errado antes, errado agora, errado no futuro”

“Os eventos dos últimos 12 meses, e as últimas 48 horas em particular, proporcionaram uma lição vívida na loucura do Brexit. Por um ano, Mrs. May a maior parte de sua liderança dentro do Partido Conservador tentando forjar – a palavra é apropriada – um novo acordo com a UE que será pior do que aquele que temos agora em todos os aspectos significativos: economicamente, socialmente e culturalmente. Em 8 de junho, os eleitores puxaram o tapete debaixo dos pés dela. O resultado é um processo do Brexit que estava errado em primeiro lugar, foi mal manipulado e agora falta credibilidade em casa e na UE. Há uma necessidade irresistível, e talvez um consenso crescente, de que a Grã-Bretanha mude suas prioridades do Brexit. Nós precisamos de uma relação mais próxima e mais engajada com a UE do que aquilo que a Mrs. May perseguiu tão ineficazmente.”

LINK (em inglês): https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jun/23/the-guardian-view-on-brexit-wrong-then-wrong-now-wrong-in-future

The Independent (22/06): “Jeremy Corbyn supera Theresa May pela primeira vez na preferência dos eleitores para melhor primeiro-ministro, pesquisa indica”

“Jeremy Corbyn superou a Theresa May pela primeira vez em uma pesquisa perguntando sobre quem seria o melhor primeiro-ministro. A pesquisa YouGov para The Times descobriu que 35 % dos entrevistados achavam que o líder trabalhista seria o melhor líder do país. A Sra. May ficou um ponto atrás de 34 por cento, enquanto 30 por cento disseram que não tinham certeza.”

LINK (em inglês): http://www.independent.co.uk/news/uk/politics/corbyn-theresa-may-poll-best-prime-minister-pm-latest-labour-conservatives-a7803911.html

LEGISLATIVAS NA FRANÇA

NY TIMES (18/06): “Grande vitória de Partido de Emmanuel Macron e aliados na França”

“Presidente Emmanuel Macron da França ganhou um selo crucial de aprovação no domingo quando os eleitores deram a ele e a seus aliados uma decisiva maioria nas eleições parlamentares, mas uma baixa recorde lançou uma sombra sua vitória, apontando para os obstáculos que ele enfrentará quando procurar reviver a economia e a confiança do país. Quando os eleitores foram contados, o partido Mr. Macron, La République en Marche, e seus aliados alcançaram 350 assentos de 577 membros na Assembleia Nacional, a câmara baixa do Parlamento.”

LINK (em inglês): https://www.nytimes.com/2017/06/18/world/europe/france-parliament-elections-emmanuel-macron.html

El Mundo (18/06): “Partido de Macron alcança a maioria absoluta nas legislativas francesas”

“A França Insubmissa de Jean-Luc Mélenchon, o carismático líder da esquerda chavista, conseguiu um grupo parlamentar de 27 cadeiras. Ficou muito atrás do Partido Socialista (44 cadeiras), cujos anos de implementação fizeram-se notar inclusive em seu pior momento, mas Mélenchon, eleito em Marselha, decidiu mostrar-se otimista. Considerou que a altíssima abstenção equivalia a uma “greve geral cívica” dos franceses e permitia aventurar uma dura “resistência social” ao “corte de liberdades e direitos laborais” que conformava o programa de Emmanuel Macron. Mélenchon prometeu que seu grupo exerceria a única “oposição real e implacável” no Parlamento”.

LINK (em espanhol): http://www.elmundo.es/internacional/2017/06/18/5945867a46163f2f2e8b45ce.html

MACRON E ASSAD

Reuters (21/06): “Macron diz que França não vê nenhum sucessor legítimo para Assad na Síria”

“Presidente Emmanuel Macron disse nessa quarta-feira que ele não vê nenhum sucessor legítimo para o presidente sírio Bashar al-Assad e que a França já não mais considera sua saída uma pré-condição para resolver o conflito de seis anos. Ele disse que Assad era um inimigo do povo sírio, mas não da França e que a prioridade de Paris era lutar contra grupos terroristas e assegurar que a Síria não se tornasse um estado falido. Seus comentários estiveram em evidente contraste com o governo anterior da França e fortaleceram a posição de Moscou que não há nenhuma alternativa viável para Assad.”

LINK (inglês): http://www.reuters.com/article/us-mideast-crisis-syria-france-idUSKBN19C2E7?il=0

BLOQUEIO AO CATAR

DW (23/06): “Países árabes exigem que Catar feche a Al Jazeera”

“A Arábia Saudita, o Egito, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein, que há algumas semanas cortaram relações com o Catar, apresentaram nesta quinta-feira (22/06) uma lista de exigências para pôr fim à crise diplomática. Numa lista de 13 pontos – apresentada ao Catar pelo Kuwait, que está ajudando a mediar a crise – os quatro países árabes exigem o fechamento da emissora de televisão Al Jazeera e de uma base militar da Turquia no Catar, além da redução das relações diplomáticas do pequeno país árabe com o Irã.”

LINK (em português): http://www.dw.com/pt-br/pa%C3%ADses-%C3%A1rabes-exigem-que-catar-feche-a-al-jazeera/a-39384774

CURDISTÃO E INDEPENDÊNCIA

Folha de SP (22/06): “Busca por um Curdistão independente ingressa em nova fase”

“Para muitos curdos iraquianos, chegou a hora. No começo do mês, Masoud Barzani, presidente do Governo Regional do Curdistão (GRC), no norte do Iraque, anunciou que um referendo de aplicação não compulsória sobre a independência da região será realizado em 25 de setembro. As autoridades regionais dizem que desejam que os habitantes da área administrada pelo GRC, moradores de territórios há muito disputados (e ricos em petróleo) hoje ocupados por combatentes curdos, e até mesmo membros da diáspora curda espalhados pelo planeta votem sobre a criação de um Curdistão independente. Para Barzani e seus aliados, é a culminação de décadas tanto de luta quanto de acomodação política. Para o governo central iraquiano em Bagdá, é uma jogada incômoda que pode solapar ainda mais o país, já frágil. E para os vizinhos do Iraque e os Estados Unidos, o referendo só aumenta as dores de cabeça geopolíticas em uma parte do mundo já repleta de conflitos complicados.”

LINK (em português): http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2017/06/1895049-busca-por-um-curdistao-independente-ingressa-em-nova-fase.shtml

VENEZUELA

DW (20/06): “Corte venezuelana autoriza processo contra procuradora-geral”

Luísa Ortega Díaz, que se posicionou contra a Assembleia Constituinte e critica o governo de Maduro, é acusada de cometer falta grave no exercício do cargo. Ação é movida por deputado chavista.”

LINK: http://www.dw.com/pt-br/corte-venezuelana-autoriza-processo-contra-procuradora-geral/a-39340790

Carta Capital (23/06): “Luisa Ortega, a procuradora chavista que se rebelou contra Maduro”

Ortega é lembrada por denunciar os policiais que a Justiça condenou por participação no golpe de Estado contra Chávez em 2002, e também por promover a condenação, a quase 14 anos de prisão, do líder opositor Leopoldo López em 2014, acusado de incitar à violência nos protestos contra Maduro que deixaram 43 mortos. O cientista político Nicmer Evans, chavista crítico de Maduro, considera que o papel de Ortega será essencial para “reinstitucionalizar o país”. “Representa o chavismo digno, democrático, diante das pretensões totalitárias do madurismo”.”

LINK: https://www.cartacapital.com.br/internacional/luisa-ortega-a-procuradora-chavista-que-se-rebelou-contra-maduro

ARGENTINA

Folha de SP (20/06): “Em ato realizado em estádio, Cristina Kirchner anuncia reentrada na política”

“Em ato realizado nesta quarta-feira (20) em um estádio em Avellaneda, Província de Buenos Aires, a ex-presidente Cristina Kirchner, 64, anunciou sua reentrada oficial na política argentina com uma nova aliança partidária, a Unidade Cidadã. A nova força deixa de fora o Partido Justicialista, legenda oficial do peronismo, e reúne outras agrupações e movimentos também peronistas. Num palco rebaixado no centro do gramado, Cristina discursou por cerca de uma hora. Pediu que não se vaiasse o atual presidente, Mauricio Macri, mas fez duras críticas aos ajustes que seu governo implementa desde a posse, em dezembro de 2015.”

LINK (em português): http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2017/06/1894428-em-ato-realizado-em-estadio-cristina-kirchner-anuncia-reentrada-na-politica.shtml

PERU E POSSÍVEL INDULTO PARA FUJIMORI

Terra (22/06): “Kuczynski afirma que “é o momento” de avaliar indulto para Fujimori”

“O presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, afirmou nesta quinta-feira que “é o momento” de avaliar um possível indulto humanitário para o ex-governante Alberto Fujimori, condenado a 25 anos de prisão por crimes contra a humanidade. Em declarações à emissora “Canal N”, Kuczynski disse que “é o momento de ver o tema”, que será analisado “com tranquilidade”. O governante peruano comentou que tomou muito cuidado de dizer que coisas se pode atribuir e que coisas não, em uma entrevista à revista inglesa “The Economist” na qual antecipou hoje essa opção.”

LINK: https://www.terra.com.br/noticias/mundo/america-latina/kuczynski-afirma-que-e-o-momento-de-avaliar-indulto-para-fujimori,9b9efbd2010b93e8b3708ee451b21939tx39yzzr.html

OPINIÃO E DEBATES DA ESQUERDA INTERNACIONAL

REINO UNIDO

Portal de la Izquierda (16/06): “Eleições britânicas: derrota do establishment Tory, Corbyn reivindicado, políticas radicais de volta ao centro das atenções, May deve ser forçada a renunciar”

Após o choque da Brexit, a Grã-Bretanha sofreu outro terremoto político. Theresa May está fadada ao esquecimento. Uma eleição convocada antecipadamente se transformou em um desastre Tory. O esperado êxito esmagador dos Tory, que deveria inaugurar décadas de governo Conservador, revelou-se um mito. Em vez disso, vimos a maioria do governo aniquilada por um Partido Trabalhista renascido sob a direção de Jeremy Corbyn.”

LINK (em português): http://portaldelaizquierda.com/2017/06/eleicoes-britanicas-derrota-do-establishment-tory-corbyn-reivindicado-politicas-radicais-de-volta-ao-centro-das-atencoes-may-deve-ser-forcada-a-renunciar/

SinPermiso (18/06): “A noite eleitoral de Corbyn foi para os convencidos. Adiante agora!”, por Yanis Varoufakis

Enfrentando um establishment blindado, emperrado na recuperação do controle sobre o Labour Party, Jeremy Corbyn manteve-se em seu terreno em nome de uma decência humana fundamental e, ademais, da Política Progressista de Princípios”.

LINK (em espanhol): http://www.sinpermiso.info/textos/reino-unido-la-noche-electoral-de-corbyn-fue-para-los-convencidos-adelante-ahora

VENEZUELA

BBC (22/06): “Nem governo nem oposição, como o chavismo crítico se perfila como uma alternativa na Venezuela”

“Entrar nos bairros populares de Caracas confirma o descontentamento de grande parte da população com o governo, mas também certa desconfiança ante a oposição majoritária. ‘Não votaria na oposição. E em Maduro, muito menos’. Essa frase me foi dita por várias pessoas numa recente visita no bairro de 23 de Janeiro em Caraca, tradicional bastião chavista. Repete-se em outras zonas populares, onde a oposição, agrupada na Mesa da Unidade Democrática (MUD) ganha terreno sobretudo pela estafa com o governo causada pela crise econômica. Uma pesquisa realizada em janeiro pelo instituto Datanálisis revelou que 42,9% dos entrevistados se definem como opositores. 17,7% como governista e 37% assegura não ter nenhuma tendência política.”

LINK (em espanhol): http://www.bbc.com/mundo/noticias-america-latina-40283610

Esquerda.net (22/06): “Maduro ataca Procuradora e muda comandos militares”, por Carlos Santos

Presidente da Venezuela muda comandos militares, dez dias depois do secretário-geral do Conselho de Defesa da Nação se ter demitido por discordar da convocação da Assembleia Constituinte. Governo e PSUV lançam-se contra Procuradora-Geral por esta defender Constituinte de 99 e Estado de Direito. Maduro, Governo e PSUV agravam conflito político e social.”

LINK (em português): http://www.esquerda.net/artigo/venezuela-maduro-ataca-procuradora-e-muda-comandos-militares/49348

MÉXICO E ZAPATISTAS

DN (19/06): “A médica indígena que tem o apoio zapatista para suceder a Peña Nieto”, por Susana Salvador

María de Jesús Patricio admite não ter como objetivo chegar ao poder, só chamar a atenção para os problemas das comunidades Há quase três décadas que María de Jesús Patricio usa os conhecimentos de ervas medicinais que aprendeu com a avó para garantir cuidados de saúde para as pessoas vulneráveis da sua comunidade em Tuxpan, no estado mexicano de Jalisco. Mas para esta indígena da etnia nauatle (nome da língua que também era falada pelos astecas) não é só a sua comunidade mas todo o México que precisa de uma cura. Aos 57 anos, Marichuy, como é conhecida, foi escolhida pelo Conselho Indígena para ser candidata à sucessão de Enrique Peña Nieto nas presidenciais de 2018, contando com o apoio dos ex-guerrilheiros zapatistas.”

LINK (em português): http://www.dn.pt/mundo/interior/a-medica-indigena-que-tem-o-apoio-zapatista-para-suceder-a-pena-nieto-8572858.html

CANADÁ

Esquerda.net (22/06): “Esquerda ganha terreno em Quebec”

A um ano das eleições no Quebeque, as sondagens colocam o Quebeque Solidário – liderado por Gabriel Nadeu-Dubois, líder dos movimentos estudantis de 2012 – numa trajetória ascendente com 18% das intenções de voto.”

LINK (em português): http://www.esquerda.net/artigo/esquerda-ganha-terreno-no-quebeque/49356

ALEMANHA E DIE LINKE

SinPermiso (16/06): “Die Linke se afasta um pouco mais do SPD”, por Thomas Schnee

Uma plataforma verdadeiramente social, mas com divisões estratégicas frente a social-democratas e ecologistas: essa é a imagem nublada do programa adotado pelo Die Linke em sua convenção neste final de semana, perto de Hannover.”

LINK (em espanhol): http://www.sinpermiso.info/textos/alemania-die-linke-en-su-laberinto

SinPermiso (16/06): “A crise de identidade do Die Linke”, entrevista com Loren Balhorn

Com as eleições parlamentares em setembro e a Alternativa für Deutschland (AFD), pronta para se converter na primeira força nacional de extrema-direita no país desde a Segunda Guerra Mundial, Selim Nadi conversou com o colaborador da Jacobin em Berlim, Loren Balhorn, sobre o ascenso do populismo de direita alemão, o estado da esquerda alemã, e o que aguarda”.

LINK (em espanhol): http://www.sinpermiso.info/textos/alemania-die-linke-en-su-laberinto

MEIO AMBIENTE

El País: “Um terço da humanidade enfrenta ondas de calor mortal”, por Joana Oliveira

Um terço da população mundial está exposta a condições climáticas que produzem ondas de calor mortais devido à acumulação de gases do efeito estufa na atmosfera, e isso torna “quase inevitável” a ocorrência de mortes por altas temperaturas em vastas áreas do planeta. E as previsões para o futuro são ainda piores: a cifra chegará a 48% da população até 2100, mesmo que as emissões desses gases sejam reduzidas. Essas são as principais conclusões de um estudo realizado por geógrafos da Universidade do Havaí (EUA) que analisaram mais de 1.900 casos de mortes relacionadas ao calor nas últimas quatro décadas em 36 países.”

LINK (em português): http://brasil.elpais.com/brasil/2017/06/20/ciencia/1497948259_516390.html

Outras Palavras: “Portugal – Causas ocultas do mega-incêndio”, por Jorge Paiva

Um naturalista português explica: florestas foram substituídas por eucaliptos; e o campo desumanizou-se em favor da monocultura. Como isso tornou a tragédia inevitável?”

LINK (em português): http://outraspalavras.net/destaques/portugal-as-causas-ocultas-do-mega-incendio/

Veja também