|
bsu

Nesta edição do Clipping do Observatório Internacional, destacamos o avanço de Bernie Sanders nas primárias do Partido Democrata, a limitação dos poderes militares de Donald Trump pelo Senado, a tentativa de autogolpe em El Salvador, a queda-de-braço entre o povo argentino e o FMI, a prisão do tio de Juan Guaidó no Aeroporto de Caracas, a vitória da esquerda radical nas eleições irlandesas, o agravamento da pena para crime de homofobia via referendo na Suíça, o indiciamento de Matteo Salvini por sua política imigratória na Itália, a queda da virtual sucessora de Angela Markel pela condescendência com a extrema-direita na Turíngia, o plano de Trump para a Palestina, a continuidade dos protestos no Líbano contra a elite política, a crise hídrica no Zimbábwe e os novos indícios de emergência climática neste início de ano.

Uma excelente leitura a todos e até a próxima semana!

NOTÍCIAS E ARTIGOS DA IMPRENSA INTERNACIONAL

Nova vitória de Bernie Sanders

NEW YORK POST (11/02): “Bernie Sanders ganha as primárias de New Hampshire numa vitória muito delgada sobre Pete Buttigieg“, (em inglês)

O auto-descrito “socialista democrata” e outsider do partido de Vermont conquistou 26% dos votos, mas não conseguiu uma revolução em seu bairro da Nova Inglaterra e abalou Buttigieg depois que eles praticamente empataram em Iowa.

NEW YORKER (11/02): “Bernie Sanders vence uma primária confusa New Hampshire“, por Benjamin Wallace-Wells (em inglês)

Sanders está executando uma campanha um pouco diferente desta vez: mais focada em suas mensagens e mais convencional em suas preocupações. “Bernie Beats Trump” é o slogan agora, uma declaração de elegibilidade. Também há uma coalizão um pouco diferente. Em 2016, ele varreu as áreas periféricas de Iowa e New Hampshire. Desta vez, ele perdeu muitos deles, para Buttigieg e Klobuchar, mas ocupou as seis maiores cidades do estado. Suas margens entre os jovens eleitores são vastas. O Partido Democrata é, mais do que nunca, urbano, e as vitórias de Sanders nas cidades de médio porte de Iowa e New Hampshire são um bom sinal de como ele pode se apresentar nas maiores cidades do país.

USA TODAY (09/02): “Democratas moderados têm o dever de considerar Sanders. Ele tem um caminho claro para vencer Trump“, por Jason Sattler

Bernie Sanders nem sequer é o meu senador favorito a concorrer à indicação de 2020. Mas vejo seu potencial para unir o Partido Democrata e derrubar Trump.

Limitação dos poderes militares de Trump

NEW YORK TIMES (13/02): “Em tentativa bipartidária para conter Trump, Senado passa resolução de poderes de guerra na Guerra com o Irã” (em inglês)

Alguns republicanos cruzaram as linhas do partido para se unirem aos democratas na votação para reduzir a capacidade do presidente Trump de fazer guerra com o Irã, semanas depois de um ataque por drone ter matado um importante general iraniano.

Tentativa de golpe em El Salvador

DW (10/02): “Parlamento de El Salvador denuncia ‘tentativa de golpe‘” (em espanhol)

O presidente de El Salvador, Mario Ponce, condenou nesta segunda-feira em nome de todos os parlamentares, inclusive os do partido governista Gran Alianza para a Unidad Nacional (GANA) a “tentativa de golpe” de Estado encabeçado pelo presidente do país, Nayib Bukele, que irrompeu na sede do Parlamento no domingo com militares e policiais com fuzis de assalto.

LA TERCERA (13/02): “Bukelazo: um golpe à democracia salvadorenha” (em espanhol)

Na noite do Oscar, o senhor Bukele montou um espetáculo patético e irresponsável, mas coerente com dois de seus objetivos: demonstrar que pode manusear a Constituição para submeter a outro poder do Estado e, não menos importante, lançar oficialmente a campanha para as eleições legislativas de fevereiro de 2021.

Economia argentina

PAGINA 12 (13/02): “Duas marchas contra o FMI: ‘A dívida é com o povo‘” (em espanhol)

Enquanto dentro do Congresso o ministro da Economia, Martín Guzmán, apresentava os detalhes do projeto de restruturação da dívida, do lado de fora centenas de pessoas se mobilizavam em diferentes pontos da cidade em rechaço à chega da nova missão do Fundo Monetário Internacional. Os protestos contra o FMI se organizaram ao redor de duas marchas: a primeira, protagonizada pelos movimentos da economia popular, desembocou na Praça do Congresso e teve como eixo o acompanhamento ao governo nacional e a asseveração de que “a dívida é com o povo”; a segunda, organizada por agrupamentos de esquerda, realizou-se na Praça de Maio e teve como principal bandeira a ruptura com o FMI e o não-pagamento de uma dívida que consideram “ilegítima”.

Crise política venezuelana


BBC MUNDO (13/02): “Juan José Márquez: quem é o tio do líder opositor venezuelano detido no aeroporto de Caracas” (em espanhol)

Na quarta-feira, Diosdado Cabello, um dos mais destacados dirigentes chavistas, anunciou em seu programa televisivo semanal que Márquez havia sido detido por tentar introduzir substâncias explosivas na Venezuela.

Vitória de Sinn Fein na Irlanda

ASSOCIATED PRESS (10/02): “Eleição irlandesa produz um terremoto enquanto Sinn Fein alcança o primeiro posto” (em inglês)

A Irlanda se preparou para semanas de incerteza política na segunda-feira, depois de uma eleição que abalou a terra, onde o Sinn Fein, partido do Exército Republicano Irlandês – há muito evitado por seus maiores rivais – recebe a maior parte dos votos. Em uma onda que derrubou o sistema tradicional de dois partidos da Irlanda, o partido nacionalista de esquerda venceu Fianna Fail e Fine Gael, os partidos centristas que governam a Irlanda desde que conquistou a independência da Grã-Bretanha um século atrás.

Sucessão de Angela Merkel

THE GUARDIAN (10/02): “Annegret Kramp-Karrenbauer renuncia ao cargo de líder da CDU em meio à linha de ‘firewall’ da extrema direita” (em inglês)

A sucessora designada de Angela Merkel anunciou que não planeja concorrer à chancelaria alemã nas próximas eleições federais e planeja deixar o cargo de líder da conservadora União Democrática Cristã (CDU), informou a mídia alemã na manhã de segunda-feira. O anúncio surpresa ocorre no meio de uma grande disputa sobre o “firewall” do partido de centro-direita contra a extrema-direita, depois que os delegados da CDU no leste da Alemanha desafiaram a proibição da sede do partido de cooperar com a Alternative für Deutschland (AfD).
 

Referendo contra a homofobia

LA VANGUARDIA (09/02): “Suíça aprova em referendo sancionar a discriminação por racismo igual ao racismo” (em espanhol)

63,1% dos votantes suíços aprovaram neste domingo em referendo que toda discriminação baseada na orientação sexual seja sancionada da mesma forma que o racismo. Somente a discriminação por razões religiosas, raciais ou contra grupos étnicos estava explicitamente proibida na legislação helvética, o que os legisladores tentaram corrigir no ano passado aprovando uma lei que cobria o vazio existente para os casos de homofobia.

Processo contra Salvini

EFE (12/02): “O Senado autoriza que Salvini seja julgado por sua política migratória” (em espanhol)

O Senado italiano aprovou nesta quarta-feira retirar a imunidade ao líder da ultradireitista Liga, Matteo Salvini, por sua gestão da imigração quando era ministro do Interior na coalização de Governo com o Movimento 5 Estrelas (M5S). A votação concluiu com 152 senadores favoráveis a retirar a imunidade e 76 contra, estes últimos de Força Itália e Fratelli d’Italia, sócios conservadores da Liga, que não participou na votação e abandonou o pleno em sinal de protesto.

Condenação de antifascistas na Rússia

EL PAÍS (10/02): “A justiça russa condena a duras penas a um grupo antifascista por terrorismo” (em espanhol)

Um tribunal militar condenou nesta segunda-feira a um grupo de jovens ativistas ativistas antifascistas e anarquistas a duras penas por terrorismo. O caso, rodeado de polêmica e acusações de tortura contra o serviço de inteligência russo, mobilizou organizações de direitos civis, que o consideram fabricado. Os sete jovens, dentre 23 e 30 anos, estavam acusados de criar uma organização e planejar futuros ataques em várias partes da Rússia para derrubar o Governo. Terão que cumprir penas de entre seis e 18 anos em colônias penais.

Plano dos EUA para a Palestina

EL PAÍS (12/02): “Abbas rejeita o plano de paz de Trump na ONU e pede uma solução internacional para o conflito palestino-israelense” (em espanhol)

Enquanto seu presidente clamava contra o plano de Trump em Nova York, milhares de manifestantes saíram às ruas de Gaza e Cisjordânia contra o qual qualificaram de “roubo do século”. A marcha mais numerosa se desenvolveu em Ramala, enquanto 2000 pessoas se concentraram na capital do enclave mediterrâneo palestino controlado palestino controlado pelo movimento Hamas.

Protestos no Líbano

AL-JAZEERA (11/02): “Governo do Líbano vence voto de confiança, apesar de protestos” (em inglês)

O Parlamento do Líbano apoiou um novo gabinete e o plano de resgate financeiro do governo em um voto de confiança, apesar das tentativas dos manifestantes de bloqueá-lo. O presidente do parlamento, Nabih Berri, parabenizou os legisladores que participaram de uma sessão de nove horas na terça-feira antes de realizar uma votação que contou com 63 dos 84 deputados presentes confiando no novo governo formado no mês passado. Vinte deputados votaram contra o governo e um se absteve.

Crise da água no Zimbábwe

AL-JAZEERA (13/02): “Além da sede: dentro da crise da água no Zimbábue” (em inglês)

A crescente escassez de água está agravando as inúmeras dificuldades com as quais os zimbabweanos estão lutando – incluindo uma economia em declínio, inflação crescente, crescente insegurança alimentar e um sistema de saúde pública profundamente comprometido. A crise hídrica do Zimbábue está enraizada em uma seca severa que começou em 2018. Embora algumas partes do país tenham experimentado uma breve pausa em janeiro com chuvas esporádicas, está previsto um clima mais seco para este ano.

Emergência climática

THE GUARDIAN (13/02): “Temperatura da Antártica ultrapassa os 20ºC pela primeira vez” (em inglês)

Os cientistas, que coletam os dados de estações remotas de monitoramento a cada três dias, descreveram o novo registro como “incrível e anormal”. “Estamos vendo a tendência de aquecimento em muitos dos locais que estamos monitorando, mas nunca vimos nada parecido com isso”, disse Carlos Schaefer, que trabalha no Terrantar, um projeto do governo brasileiro que monitora o impacto das mudanças climáticas no permafrost e na biologia em 23 locais na Antártica.

ARTIGOS E DEBATES DA ESQUERDA INTERNACIONAL

Primárias democratas

OBS. INTERNACIONAL (12/02): “Bernie Sanders e a luta socialista nos Estados Unidos“, por Bruno Magalhães (em português)

A campanha de Bernie Sanders nas primárias presidenciais do Partido Democrata norte-americano tem empolgado militantes e ativistas brasileiros que buscam novas experiências de luta ao redor do mundo. A recente vitória em New Hampshire e a manipulação dos resultados das plenárias em Iowa – para impedir a vitória de Sanders neste estado – demonstram a força da candidatura do senador socialista e o impressionante movimento popular em seu favor, representado politicamente principalmente pela organização independente Democratic Socialists of America, ou DSA.

JACOBIN MAGAZINE (13/02): “Campanha de Michael Bloomberg é um insulto à democracia“, entrevista com Benjamin Dixon (em inglês)

Quando o áudio recém-lançado de Michael Bloomberg defendendo suas políticas de policiamento racista foi divulgado nesta semana, a grande mídia estava de costas. Bloomberg é um bilionário que sabe como comprar amigos – se não estivermos vigilantes, ele comprará a presidência.

JACOBIN MAGAZINE (12/02): “A paixão da base de Bernie é o caminho para a vitória“, por Meagan Day (em inglês)

A maior vantagem de Bernie Sanders é sua base de suporte intensamente investida. Especialistas do mainstream estão tentando reformular essa paixão como uma desvantagem, mas alimentá-la é o modo como vencemos.

Anticapitalistas e Podemos

EL DIARIO (13/02): “Anticapitalistas e Podemos: seis anos de altos e baixos desde o Teatro do Bairro até a despedida pactuada do Governo de coalizão”, por Andres Gil (em espanhol)

A partir de agora, a renúncia de Rodríguez e a previsível ausência de Anticapitalistas de Vistalegre III antecipam que anticapis, no último fim de semana de março, acabe deixando Podemos.

Dívida argentina

REBELION.ORG (10/02): “A discussão relativa à dívida pública externa“, por Julio Gambina (em espanhol)

Não pagar requer uma investigação a fundo sobre a dívida, em primeiro lugar, a dívida com o FMI. É necessário auditar a dívida com participação popular, além dos montantes e que permita identificar destinos dos recursos e responsabilidades das autoridades envolvidas.

PAGINA 12 (12/02): “Negociação da dívida, jogo de cartas“, por Raúl Dellatorre (em espanhol)

Nos próximos dias, os nomes PIMCO, Templeton e Fidelity, entre outros, vão se fazer usuais nas conversas econômicas. São alguns dos poderosos grupos investidores com posição forte como detentores de títulos da dívida argentina. São os que estão sentados do outro lado da mesa na queda de braço pela reestruturação da dívida argentina.

Tentativa de golpe em El Salvador

EL SOCA (09/02): “Paremos o bonapartismo de Nayib Bukele” (em espanhol)

Sob o pretexto de que o Legislativo aprova um empréstimo de US $ 109 milhões para o financiamento da terceira fase do Plano de Controle Territorial, que é o programa central para combater maras e gangues, o presidente de Nayib Bukele convocou uma sessão plenária extraordinária do mesmo para o domingo, 9 de janeiro à tarde. Os deputados da ARENA e da FMLN negaram a urgência dessa convocação e, com ela, um novo confronto começou entre a presidência da república e a Assembléia Legislativa.

REBELION.ORG (12/02): “A tendência golpista de Bukele em El Salvador“, por César Zelada (em espanhol)

Nesse cenário complexo e contraditório, a atual crise política se desenvolve, onde o presidente publicitário deseja se estabelecer como um novo Bonaparte, liderando a “artilharia política pesada” contra o Congresso da República, acusando-o de não querer aprovar um orçamento de US $ 109 milhões ( empréstimo do Banco Centro-Americano) para combater o crime e o assassinato (30 casos por 100.000 habitantes) no âmbito da terceira fase do Plano de Controle Territorial (cujo objetivo é modernizar o equipamento da Polícia Nacional e da FF.AA. )

Palestina

INFORMATION GRAIG HOUSE (07/02): “O plano de Trump de bantustões ínfimos para o Estado de Palestina mostra que a solução de “dois Estados” sempre foi uma mentira“, por Craig Murray (em espanhol)

Eu sempre apontei que a “solução de dois estados” proposta para a Palestina sempre foi nada mais do que a antiga política de apartheid dos “bantustões” na África do Sul, onde a população indígena foi agrupada em seis autogovernados e quatro supostamente “Estados independentes”.

MIDDLE EAST EYE (12/02): “Nomeadas 112 companhias ligadas a assentamentos israelenses ilegais pela ONU” (em inglês)

O Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas produziu na quarta-feira uma lista de 112 empresas que concluiu ter vínculos com assentamentos ilegais de Israel. Noventa e quatro das empresas nomeadas estão domiciliadas em Israel, as outras 18 estão em outros estados.

Veja também