|
THAILAND-POLITICS

Nesta edição do Clipping Semanal selecionamos links da imprensa internacional sobre os seguintes assuntos: o levante democrático na Bielorrússia, o suposto envenenamento de um opositor de Vladimir Putin na Rússia, os protestos na Tailândia contra o regime monárquico e o governo militar, a redistribuição de poderes na cúpula norte-coreana, o acordo entre Israel e os Emirados Árabes Unidos, o golpe militar no Mali depois de semanas de protestos, a repressão à oposição na Costa do Marfim, a impressionante vitória dos estudantes britânicos contra o governo de Boris Johnson, a greve dos professores de Madri, a brutalidade policial na Bélgica, a Convenção Democrata que oficializou a chapa presidencial Biden-Harris, a prisão de Steve Bannon acusado de fraudes financeiras, os protestos em Honduras e Guatemala contra a corrupção, o anúncio cubano de que logo terão início testes clínicos para a vacina que está sendo pesquisada no país, a crise política boliviana, as novas divisões no interior do chavismo, a renúncia de Alvaro Uribe ao mandato de Senador para escapar da Corte Suprema da Colômbia, o anúncio da fórmula presidencial correísta que tentará concorrer em 2021.

NOTÍCIAS E ARTIGOS DA IMPRENSA INTERNACIONAL

Levante democrático na Bielorrúsia

THE WALL STREET JOURNAL (17/08): “O levante democrático na Bielorrússia” (em inglês)

Centenas de milhares foram às ruas na Bielorrússia neste fim de semana pedindo a destituição do presidente Alexander Lukashenko. É um momento democrático emocionante, e o homem forte está procurando a salvação de Moscou.

THE GUARDIAN (20/08): “Oposição da Bielorrússia enfrenta processo criminal enquanto os protestos continuam” (em inglês)

Os promotores em Belarus acusaram a oposição de tentar tomar o poder e abriram um processo criminal contra eles, enquanto os protestos contra o regime de 26 anos de Alexander Lukashenko continuam. O anúncio levanta a possibilidade de julgamento e prisão para os dirigentes de um conselho de coordenação, constituído esta semana, que inclui políticos da oposição, representantes de fábricas e a autora ganhadora do Prêmio Nobel Svetlana Alexievich.

CNN (20/08): “Na Bielorrússia se convocou uma greve geral em apoio aos protestos e por novas eleições” (em inglês)

Os protestos contra Alexander Lukashenko na Bielorrússia continuam. Trabalhadores estatais agora se unem para apoiar os meios de comunicação do Estado que encontram-se em greve no país, porque querem informar sobre os massivos protestos da oposição.

Envenenamento de opositor a Putin

THE GUARDIAN (20/08): “Ativista russo Alexei Navalny em coma após suspeita de envenenamento” (em inglês)

O líder da oposição russa Alexei Navalny está em coma e respirando em uma unidade de terapia intensiva de um hospital após uma suspeita de envenenamento que seus partidários acreditam estar ligada ao seu ativismo anti-Kremlin. Um franco crítico do presidente russo, Vladimir Putin, Navalny estava voltando para Moscou de avião da Sibéria quando adoeceu, o que levou o capitão a fazer um pouso de emergência em Omsk, onde foi levado ao hospital. Um vídeo móvel gravado no avião mostrou pessoal médico correndo a bordo enquanto Navalny gritava de agonia.

Protestos na Tailândia

NY TIMES (16/08): “Protestos crescem na Tailândia, onde falar pode ser perigoso” (em inglês)

Pelo menos 10.000 manifestantes, muitos participantes de primeira viagem em comícios políticos, se reuniram em Bangkok no domingo, exigindo mudanças em um país onde os tanques militares tendem a moldar a política mais do que as urnas.

Divisão de poderes no regime norte-coreano

AL-JAZEERA (20/08): “A irmã de Kim Jong Un agora é a ‘segunda na cadeia de comando’ da Coreia do Norte” (em inglês)

A agência de inteligência da Coreia do Sul acredita que Kim Yo Jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong Un, está servindo como seu “segundo em comando de fato”, mas não foi necessariamente designado seu sucessor. Ha Tae-keung, legisladora do partido de oposição no comitê de inteligência do parlamento sul-coreano, disse na quinta-feira a repórteres que Kim estava ajudando a administrar o regime com a autoridade de seu irmão.

Acordo entre Israel e Emirados Árabes

EFE (18/08): “Acordo Israel-EAU um negócio de armas com os EUA, segundo a imprensa israelense” (em espanhol)

Por trás do pacto para o estabelecimento de relações entre Israel e os Emirados Árabes Unidos (Emirados Árabes Unidos), também haveria um acordo pelo qual Israel retiraria seu veto aos EUA de vender armas avançadas para Abu Dhabi, informou a mídia israelense hoje.

Golpe de Estado no Mali

EL MUNDO (19/08): “Um golpe de estado no vespeiro da África” (em espanhol)

Um grupo de soldados se levantou no quartel de Kati contra o governo e sequestrou o presidente Boubacar Keita e seu primeiro-ministro, Boubou Cissé, que foram forçados a anunciar sua renúncia pouco depois, quando milhares de pessoas saíram às ruas e algumas delas pularam na piscina do filho do presidente para dar um mergulho, assim como muitos iraquianos fizeram quando Saddam Hussein caiu. O porta-voz militar, coronel Ismael Waghe, garantiu que eles estavam tomando o poder “em nome do povo” e que realizariam eleições democráticas “dentro de um prazo razoável”. Este é o quarto golpe da curta história do país.

Repressão na Costa do Marfim

EL PAIS (20/08): “O presidente da Costa do Marfim arremete contra a oposição ante os protestos por sua candidatura” (em espanhol)

A Costa do Marfim suspendeu as manifestações de rua até 15 de setembro, enquanto a preocupação com as prisões de críticos e oponentes continua a crescer. A decisão, anunciada esta quarta-feira no último conselho de ministros, surge quando faltam apenas dois meses para o início da campanha eleitoral, poucas horas antes de uma concentração convocada para sexta-feira pelas mulheres da oposição e às vésperas da posse do presidente Alassane Ouattara à frente de seu partido. Um evento, marcado para este sábado, no estádio Houphouët-Boigny, em Abidjan, que será palco da polêmica decisão de Ouattara de se candidatar à reeleição.

Vitória dos estudantes contra o governo de Boris Johnson

EL CONFIDENCIAL (18/08): “Os estudantes humilham Boris Johnson e acabam nas ruas com seu algoritmo de seletividade” (em espanhol)

Os alunos mediram forças com Boris Johnson nas ruas e venceram: serão os professores e não o algoritmo do governo que colocarão as notas da seletividade.

Greve dos professores madrilenhos

EL MUNDO (19/08): “Os sindicatos de professores convocam greve somente em Madri para boicotar início do curso escolar” (em espanhol)

As principais centrais sindicais, CCOO, UGT, CGT e STEM, convocaram uma greve dos professores madrilenos nos diferentes dias do início do curso em cada uma das etapas pedagógicas e outro dia de greve conjunta de todos os ensinos, devido à escassez de medidas de segurança contra o coronavírus.

Brutalidade policial na Bélgica

LA VANGUARDIA (20/08): “O vídeo da morte de um homem detido pela polícia” (em espanhol)

O governo belga reagiu com surpresa após a publicação de um vídeo mostrando uma intervenção policial que resultou na morte em 2018 de um eslovaco detido no aeroporto de Charleroi. As imagens mostram como um agente sentou em seu peito por 18 minutos enquanto seus colegas riam e uma mulher uniformizada fazia uma saudação nazista.

Convenção Nacional do Partido Democrata

NY TIMES (21/08): “Convenção Democrata: Melhores e piores momentos da grande noite de Joe Biden” (em inglês)

Colunistas do NY Times avaliam os pontos altos e baixos da noite que sacramentou Joe Biden e Kamala Harris como a chapa do Partido Democrata que desafiará Donald Trump em novembro.

Prisão de Steve Bannon

THE ATLANTIC (20/08): “Por que Steve Bannon foi detido” (em inglês)

Horas antes, agentes federais prenderam Bannon em um iate na costa de Connecticut e o trouxeram para a cidade de Nova York, onde um júri o indiciou por um esquema para fraudar doadores para uma campanha de crowdsourcing que arrecadou mais de US $ 25 milhões em dinheiro privado para construir uma seção do muro da fronteira sul de Trump. Os promotores alegam que Bannon e três co-réus pegaram centenas de milhares de dólares cada um do grupo, conhecido como We Build the Wall, para seu uso pessoal, apesar de garantir ao público que todo o dinheiro iria para o muro.

Protestos em Honduras e Guatemala contra a corrupção

CRITERIO (17/08): “‘Onde está o dinheiro?’, a reclamação popular de Honduras que se exportou a Honduras” (em espanhol)

Os guatemaltecos também se perguntam “Onde está o dinheiro?” e expressaram isso em grandes cartas na Plaza Mayor da Cidade da Guatemala, reclamando o governo por supostos atos de corrupção no manuseio de dinheiro que deveriam ser direcionados para o combate à Covid-19. A reivindicação popular começou em Honduras, depois que o Conselho Nacional Anticorrupção (CNA) denunciou a supervalorização de sete hospitais móveis que foram adquiridos por intermediário na Turquia e cujo custo foi de 47 milhões de dólares.

Pesquisa de vacina em Cuba

LA VANGUARDIA (19/08): “Cuba anuncia ensaios clínicos de sua própria vacina contra Covid-19” (em espanhol)

Cuba começará os ensaios clínicos de sua própria vacina contra o coronavírus SARS-CoV-2 na próxima semana, que se estenderão até o início de 2021, informou o Registro Público de Ensaios Clínicos de Cuba na terça-feira. Desenvolvido pelo Finlay Vaccine Institute, o medicamento se chamará Soberana 01 e será aplicado em duas doses injetadas por via intramuscular, segundo relatório divulgado hoje, que não especifica mais detalhes sobre a natureza da vacina.

Crise política na Bolívia

EL PAIS (20/08): “Anistia Internacional denuncia impunidade por violações aos direitos humanos na Bolívia” (em espanhol)

Um relatório da Anistia Internacional sobre a situação dos direitos humanos na Bolívia durante o último período denuncia que há “impunidade” após o uso “excessivo e desnecessário” da força pública contra os protestos que se opuseram à assunção de Jeanine Áñez a da Presidência, em novembro passado, e isso deixou pelo menos 35 mortos. Também critica o assédio de defensores e opositores dos direitos humanos, as ameaças públicas contra jornalistas, a censura à liberdade de opinião sob o pretexto da pandemia, a falta de proteção aos povos indígenas e outros grupos vulneráveis ​​e bloqueios de estradas. que impedia a chegada de suprimentos aos hospitais

DW (20/08): “Governo denuncia Evo Morales por suposta relação com adolescente” (em espanhol)

O Governo boliviano entrou com uma ação criminal no Ministério Público contra o ex-presidente Evo Morales por supostamente ter um caso amoroso com um adolescente, Guido Melgar, Vice-Ministro de Transparência Institucional e Combate à Corrupção, informou nesta quinta-feira (20/08/2020).

Divisão no madurismo

YAHOO (20/08): “O partido Tupamaro, aliado do chavismo, pede o fim de seu ‘roubo’ judicial” (em espanhol)

O partido venezuelano Tupamaro, de tendência comunista e tradicional aliado do Chavismo, pediu nesta quinta-feira perante o Supremo Tribunal de Justiça (TSJ) o fim do “roubo” judicial que considera que este tribunal superior tem feito para não tomar partido “da burguesia e dos reformistas”.

Renúncia de Alvaro Uribe

ABC (19/08): “Uribe renuncia a seu mandato no Senado colombiano depois de sua prisão domiciliar” (em espanhol)

Álvaro Uribe Vélez, agora ex-senador e ex-presidente da Colômbia, renunciou ao cargo na terça-feira para se livrar do Supremo Tribunal de Justiça.

Apresentação de chapa correísta no Equador

PÁGINA 12 (19/08): “Rafael Correa, candidato a vice-presidente: ‘Vamos resgatar o Equador das ruínas‘” (em espanhol)

O ex-presidente Rafael Correa formalizou sua candidatura à vice-presidência do Equador, em uma fórmula comandada pelo economista Andrés Arauz, jovem aposta da coalizão União Nacional pela Esperança (UNES).

Veja também