|
119352710_mediaitem119352651-1

Via Comunistas

Nas manifestações desta tarde em Havana, Frank García Hernández foi preso, entre outros membros da esquerda cubana.

Nota: nem todos os membros do coletivo editorial do Blog Comunistas subscrevem esta comunicação.

Esta tarde, o povo cubano foi para as ruas. Um povo que não foi chamado por nenhuma outra organização além da crise econômica aguda que Cuba enfrenta e a incapacidade do governo de lidar com a situação. Cuba saiu às ruas com a consigna equivocada “Pátria e vida”, mas saiu às ruas além de um consigna, saíram às ruas para exigir do governo um verdadeiro socialismo. Os que estavam nas ruas não eram apenas artistas e intelectuais, desta vez era o povo em sua mais ampla heterogeneidade.

Este artigo do blog Comunistas não procura analisar a situação em Cuba. Procura denunciar a detenção violenta dos manifestantes, para denunciar que desta vez as forças repressivas do Estado se colocaram no lugar oposto, que reprimiram os cubanos, que usaram spray de pimenta e todos os recursos disponíveis. Esta nota é uma demanda pela liberdade de todos os detentos e especialmente pela detenção arbitrária de Frank García Hernández, historiador e marxista cubano. Pela detenção de Leonardo Romero Negrín, um jovem estudante socialista de Física da Universidade de Havana. Pela prisão de Maykel González Vivero, diretor da Tremenda Nota, uma revista marginal. Pela prisão de Marcos Antonio Pérez Fernández, um menor, estudante de um pré-universitário. Para todos aqueles violentamente presos nesta tarde obscura que Cuba não esquecerá. Os comunistas apelam para a solidariedade da comunidade marxista internacional e também para a consciência do governo cubano. Desta vez, trata-se de um povo que precisa de respostas e diálogo.

Trata-se de uma sociedade civil que não quer a anexação, mas participar e decidir o destino de sua nação. O Blog Comunistas condena a repressão e diz basta à burocracia.

Veja também